Neemias e os Meios de Graça – Neemias 6:3

Neemias e os Meios de Graça – Neemias 6:3


Neemias e os Meios de Graça


Neemias 6:3 “E enviei-lhes mensageiros a dizer: Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer. Por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco?”

Jerusalém havia sido invadida. Muitos de seus habitantes levados cativos e a cidade destruída.
Neemias se encontrava em Susã, na Pérsia, e através de Hanani, que retornava de Jerusalém, toma conhecimento da situação em que se encontrava a cidade.

Busca então, do Senhor, a ajuda para a solução do problema, orando e jejuando (Neemias 1:4).
Como copeiro do Rei da Pérsia, vai à sua presença e, de maneira maravilhosa, recebe ajuda; e toda providência é tomada para que ele retorne a Jerusalém e inicie, juntamente com o povo, a restauração dos muros e das portas da cidade (Neemias 2:17-18).

Levantam-se, então, os inimigos da obra (Neemias 2:19-20).
Já com a luta iniciada, restauram-se as portas e prossegue o trabalho. Nada os intimidou.
Como na obra do Espírito Santo, em que estamos empenhados, de toda forma o inimigo tenta nos atemorizar.

No capítulo 6 lemos que os inimigos de Jerusalém, tentando desanimar os servos e fazer parar a obra, por cinco vezes enviam mensageiros pedindo que Neemias viesse ter com eles, no Vale de Ono, para, juntos, se congregarem. Neemias conhecia os seus intentos e mandou-lhes sempre a mesma resposta:
“Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer …” (Neemias 6:3).

1  Descer significava parar a obra, retroceder, ir ter com o inimigo. Não há condição de parar a obra e, muito menos, dialogar com o inimigo.

2  Neemias tinha autoridade para dizer não ao inimigo, porque fazia uso das armas, que são poderosas em Deus para destruir as fortalezas (II Cor 10:4), pois diante das cinco afrontas, feitas pelos adversários, foram usados cinco meios para resistir-lhes.

O Senhor revela que, assim como Davi buscou, nas águas do ribeiro, as pedras com as quais foi enfrentar o gigante Golias, estas cinco pedras estão, também, à nossa disposição, como meios de graça, para vencermos todas as lutas.

Observamos, no livro de Neemias, que são usados os cinco meios de graça:

1 – Oração (Clamor) – Neemias 1:4;
2 – Jejum – Neemias 1:4 (Ao saber do estado dos muros e portas, orou e jejuou);

Já com a obra concluída, foram usados os seguintes meios de graça:

3 – Madrugada – Neemias 8:3 (Reuniram-se, desde a alva até ao meio-dia);
4 – Palavra – Neemias 8:3 e 8:8 (Leram a Palavra, declarando e explicando);
5 – Louvor – Neemias 8:5-6 (Esdras abriu a Palavra, o povo pôs-se de pé, louvou ao Senhor, e respondeu: Amém! Amém!).

botaodownload

 

 

 

 

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email